Tijolos de solo-cimento com resíduos de construção


Os ensaios de caracterização dos materiais componentes do solo-cimento e dos tijolos foram realizados em conformidade com as seguintes normas:

Figura 6 – Ensaio de retração linear

NBR 6457 – Preparação de amostras de solo e ensaio de caracterização.
NBR 6459 – Determinação do limite de liquidez.
NBR 7180 – Determinação do limite de plasticidade.
NBR 7181 – Análise granulométrica de solos.
NBR 7182 – Ensaio de compactação.
NBR 8491 – Tijolos maciços de solo-cimento.
NBR 8492 – Tijolo de solo-cimento – Determinação da resistência à compressão e da absorção d'água.

Com a finalidade de se avaliar a retração linear das composições, realizou-se o ensaio sugerido pelo Ceped (1999). Nesse ensaio, o solo é umedecido até ficar com consistência plástica, semelhante à de uma argamassa de emboço. Em seguida é colocado dentro de uma caixa de madeira com 60 cm x 8,5 cm x 3,5 cm, previamente lubrificada com óleo mineral. Após o adensamento manual, o material fica em repouso à sombra por sete dias, quando então se procede a leitura da retração no sentido do comprimento da caixa (figura 6). O solo será considerado viável para a confecção do solo-cimento somente se a soma da fendas for inferior a 20 mm e não apresentar nenhuma fenda na parte central da caixa.

Análise granulométrica
Os resultados obtidos na análise granulométrica são apresentados na tabela 2.

Nota-se que o RC ficou constituído por 8,2% de areia fina, 36,4% de areia média, e 55,4% de areia grossa. Esse material, portanto, pode ser utilizado para corrigir a granulometria de solos finos, como é o caso do solo arenoso fino em estudo. A mistura contendo 40% de RC, como se observa, ficou com 20% de silte + argila e 80% de areia. Essa composição é considerada ideal por muitos pesquisadores do solo-cimento.

Limites de consistência
Apresenta-se na tabela 3 os valores obtidos para os limites de consistência.

O Manual de Construção com Solo-Cimento, Ceped (1999), recomenda valores de LL ≤ 45% e de LP ≤ 18%. Conforme se observa, houve redução do LL e do LP após a adição dos RC e todas as misturas com RC apresentaram limites adequados para a confecção do solo-cimento. Já o solo natural apresentou LP = 18,3%, portanto superior aos 18% recomendados pelo Ceped (1999). Quanto ao LL, todas as misturas se enquadraram dentro dos limites recomendados.

Compactação

Na tabela 4 são apresentados os valores de umidade ótima e massa específica aparente seca máxima, obtidos no ensaio de compactação.


PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | 5